29 de agosto de 2012

fica ou vai

Não podes ir e vir quando queres. Não podes arrumar e desarrumar a minha vida como queres. Não lhe podes acrescentar elementos como te apetece. A escolha agora é tua, mas decide. Se vieres, verifica que ficas. Se fores, verifica que não vens. Dói não saber o que dizer para te convencer a ficar, então acabo por escolher o silêncio. Queria que ficasses porque me valorizas, porque gostas de mim, mas por vezes parece que só ficas porque tens medo que caíam mais algumas lágrimas e seres tu o motivo. Não fiques por pena, se dizes que gostas então demonstra. Porra, dá valor. Abre os olhos, e vê realmente os esforços que faço por ti. O que dou por nós, e o que ainda tenho para dar. Porque se eu soubesse que estarias do meu lado, lutaria até ao fim do mundo, contra tudo e todos.
Por mais que queira, não há maneira de te entender. Por vezes agarras e não largas, por outras largas e não agarras. Tudo sempre de pernas para o ar, e começa-me a cansar. Não sabes como sou arrumada ? Como gosto de tudo no lugar ? Então arruma estes sentimentos, e fica ou vai de uma vez por todas. Será mais fácil para os dois, e não precisamos mais de parecer o cão e o gato.

1 comentário:

  1. olá! preciso mesmo que me ajudes na compra de algum livro. eles estão todos no meu segundo post. vai ao meu blog e escolhe o teu preferido, por favor. obrigado!

    ResponderEliminar