4 de agosto de 2011

Vidas Inocentes - Parte 6


***


Daniel- Desculpa, podes-me dizer onde é a casa-de-banho ?
A cara dele envergonhado, fez-me mandar um sorriso. Fui á frente, e ele seguia-me.
Carolina- É aqui.
Daniel- Obrigado.
Ele era tão bonito, tinha uma cor de pele irresistível, e uns olhos que derretiam qualquer pessoa. Segui até á sala para ver a Maria, e o resto do pessoal.
Carolina- Então mana, ainda estás a ver os desenhos animados ?
Maria- Não mana. Só ainda está aí para eles verem. Eles gostam muito mana.
A Sofia e o Rodrigo começaram-se a rir. Levantei-me e levei a Maria comigo, para ir pôr a mesa.
Carolina- Gente, venham para a mesa.
Vieram todos, mas faltava o Daniel.
Carolina- Sofia vai ver onde ele está.
Sofia- Vai tu. A casa é tua.
Fez um sorriso maroto. Fui á porta da sala de jantar.
Carolina- Daniel !
Daniel- Sim. Vou já.
O almoço passou-se bem. Depois deixei-os a pôr a loiça na máquina, e fui adormecer a Maria. Enquanto estavamos deitadas, ela estava muito faladora.
Maria- Mana, podes chamar o Daniel ?
Carolina- O quê ?
Maria- Chama o Daniel mana. Eu gosto muito dele.
Carolina- òh princesa deixa de ser parva, e faz ó-ó.
Maria- Se não o chamas, não vou dormir.
Olhei para ela, e sorri. Chamei-o, mas nem sequer me levantei.
Daniel- Sim, diz.
Maria- Dani, podes ficar aqui comigo e com a mana até eu adormecer ?
Ele sorriu.
Daniel- posso princesa.
Puxou a cadeira e sentou-se ali ao lado da cama. Deu a mão á Maria, e não desviava o olhar de mim. A Maria acabou por adormecer e nós continuámos ali. Nenhum de nós dizia que ela já tinha adormecido. Parecia que ficávamos, só para nos olhar mais um bocadinho.
Carolina- Porque olhas assim para mim ?
Daniel- Não sei, és especial.
Levantei-me. Arranjei o cabelo e fechei os estores. Passei por ele, e ele puxou-me.
Carolina- Sim, diz.
Ele levantou-se e não disse nada. Não me largava o braço. Olhava e sorria. E eu sorria com ele.

8 comentários:

  1. obrigadíssima. continua a escrever com coração, que esta estória, por exemplo, está a ficar giríssima*
    beijinho

    ResponderEliminar
  2. esta parte está maravilhosa, adorei *__*

    ResponderEliminar
  3. é sempre muito bom ouvir coisas daquelas. querida, fica já a saber: amo amo amo as tuas histórias!

    ResponderEliminar
  4. Muito obrigada. Estou a gostar imenso. Estou a gostar imenso das «vidas inocentes».

    ResponderEliminar