1 de agosto de 2011

coração feio



Vamos sempre de extremo a extremo. Ou estamos muito perto, ou muito longe. Mas isso não dita o que o pobre coração diz.

1 comentário: