14 de julho de 2011

amor descontrolado [Parte 18]


***


Há três dias que não saiu de casa. Tenho medo que o meu coração rebente na rua de tanta saudade que sinto. Preciso dele, e estou farta de ouvir que não posso parar a minha vida por um desgosto amoroso. Não entendem que não é um amor qualquer. É o meu amor. É o Pedro. Aquele que eu dediquei tanto o meu tempo, a minha atenção. Não percebo porque é que decidiu ir-se embora do nada. Desaparecer da minha vida. Hoje passa mais um dia, e já faz quatro. Estou farta de lhe ligar mas ele nem atende nem desliga. Parece que ele nunca existiu. Não oiço falar dele, não tenho notícias dele.
(...)
Mãe- Filha, a Soraia está lá baixo. Posso mandá-la subir ?
M- Tanto me faz.
Suspirou. Também a ando a matar aos poucos, coitada da minha querida mãe.
S- Então miúda, estás fixe ?
M- Sim. Não vês que estou super contente, só me falta andar aos saltinhos.
S- Tens que ter calma amor.
M- Calma ? Calma tenho eu tido deitada nesta cama. Quando eu a perder levanto-me daqui e procuro-o. Só ainda não sei aonde.
S- Porque é que não vais falar com a pirosa da namorada dele ?
Nem pensei três vezes. Levantei-me, e fui-me arranjar. A soraia ficou parva a olhar para mim, nunca pensou que eu fosse capaz. Mas o amor, faz com que façamos loucuras não é ?
M- Vens comigo, não vens ?
S- Vou, mas ainda não percebi o que lhe vais dizer.
Descemos a escadas, e dirigi-me para a porta. Não sabia onde ela morava, mas sabia onde parava. Tentar não custa. Sentei-me no tal jardim que ele dizia que eles iam lá passear muitas vezes. Vamos ver se a sorte está do meu lado.
M- Soraia, ela está ali. O que é que eu faço ?
S- Vai lá tonta.
Dirigi-me a ela com passos alargados e uma expressão séria no rosto.
M- Leonor ? Olha não sei se te lembras de mim, mas sou a Mariana. A amiga do pedro. Queria falar contigo.
L- Sim lembro-me. Diz.
M- Tens estado com ele ?
L- Nós acabamos. Ele disse-me que já não sentia a mesma coisa por mim. Que tinha encontrado outra pessoa.
E começa a chorar. Não a ia consolar, como é obvio.
M- Pois. Mas sabes onde ele está ?
L- Não sei detalhadamente. Sei que ele mudou de casa.
Deu-me as indicações, agora só me faltava a coragem.

Ps. Desculpem por não estar grande coisa, mas estava sem imaginação.

6 comentários:

  1. Adorei! Estou mortinha por ler o seguimento, por saber se ela vai ter coragem de ir ter com ele ou não. Está uma história muito envolvente e torna-se muito interessante a cada novo capitulo

    ResponderEliminar
  2. Está grande coisa sim senhora -.-
    Está lindo como sp princesa! :)

    ResponderEliminar
  3. uuauuu eles acabaram, fogo tas sempre a surpreender, esta lindo como sempre, continua, estou ansiosa.
    bjo

    ResponderEliminar
  4. por favor escreve rapido a proxima parte :D
    adoro, adoro e adoro :D

    ResponderEliminar