9 de julho de 2011

amor descontrolado [Parte 17]


***


Acabei por adormecer ali á parte. Ele de um lado da cama e eu do outro. Viro-me para ele e abraço-o. Sinto ele a apertar-me o braço. Não percebi se era para parar ou para o abraçar com mais força.
M- Vira-te para mim
P- Deixa-me dormir Mariana
M- Quero só dizer-te uma coisa
Virou-se para mim, e estava com a maior cara séria de sempre
P- Sim diz.
M- Quero-te.
P- Estou aqui agora.
M- Não quero só agora, quero sempre.
P- Sempre não dá.
M- Porque ?
Não me respondeu. Fechou os olhos, e puxou a minha cara contra o peito dele.
M- Porque é que tem que ser assim Pedro ?
P- Dorme amor, quando acordares vai estar tudo melhor.
M- Amo-te.
Esperei a resposta uns cinco minutos, depois acabei por adormecer.
(...)
Abri os olhos, e o lado dele estava frio. Não estava ali. Chamei-o.
M- Pedrooooo.
Nada de respostas. Levantei-me para me vestir, já se fazia tarde. Em cima dos meus calções tinha uma folha branca, escrita.
" Pensa que já não estou mais, que me fui embora para sempre. Pensa que tudo isto que vivemos foi um sonho. Não quero fazer-te sofrer mais. Já chega. Tu mereces melhor do que eu. Alguém que te possa dar o sempre. Pensa em mim sempre com um sorriso, ou simplesmente enterra-me no esquecimento. Beijo, e cuida de ti Rainha de Sete Mares"
Não, não, não. Por favor, não me deixes.

Ps: Está quase leitores lindos :)

4 comentários:

  1. Ai, se eles não ficarem juntos morro de desgosto :c

    ResponderEliminar
  2. obrigada querida
    ai isto esta cada vez mais intrigante, já não sei se pensar se eles vou acabar juntos ou não, que mistério, esta optimo assim.
    pena esteja quase acabar :x
    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Está fantástica! Tenho pena que já esteja a acabar

    ResponderEliminar