17 de maio de 2011

pormenores importantes


Fiquei com a cadeira que outrora te pertenceu. Eu vi que era a tua. Tinha um M bem grande no tampo. Tinha também a tua cor, e o teu cheiro. Tenho algo em comum com ela. Ambas estamos perdidas na tua memória.

Sem comentários:

Enviar um comentário