20 de maio de 2011

Amor descontrolado [Parte 8]


***


Eramos um suposto casal, sem ninguém saber que eu ocupava o lugar da outra. Tinha vergonha disso, eu sabia que merecia um "princepe" só para mim, mas agora já não conseguia sair daquela relação. De vez em quando lá discutíamos, mas era normal. Eu ficava sempre fechada em casa a chorar, cada vez que ele estava com a namorada. E depois rebentava e dizia-lhe umas quantas coisas que não eram verdade. E essa era a nossa rotina. Ora nos escondíamos porque estava a passar uma amiga da Leonor, ora discutíamos porque ele tinha que estar com a Leonor, ora estávamos bem porque ele estava chateado com a Leonor, e a nossa vida baseava-se nela. Eu queria-me fartar, mas não conseguia. E com isto, já tinham passado dois meses, encontrava-me no 10º ano, e tinha deixado de ser uma boa aluna. Faltava ás aulas constantemente para estar com ele, não me aplicava, andava com a cabeça na lua, mas também não me importei. Também acabei por perder os meus amigos, não tinha tempo para eles. Ou estava com o Pedro, ou estava fechada em casa a chorar. Também não dei importância, queria era viver o meu sonho. O Pedro era o meu sonho !
Ele já conhecia a minha familia toda, menos o meu pai. E eu sei que ele queria muito que eu lhe desse essa honra, mas tinha medo. Eu não passava tempo nenhum com o meu pai, e ele ainda não sabia que eu tinha crescido tanto ao ponto de ter arranjado um namorado. Não queria nem ver a reacção dele! Mas decidi, que tinha que ser. Levei-o a casa do meu pai.
M- Pai, este é o Pedro, o meu namorado.
Pai- Hm, boa-tarde ! Posso falar contigo a sós Mariana ?
E eu lá fui.
M- Diz pai.
Pai- O que é isto Mariana Filipa ? Agora já tens namorados ? Tens 15 anos, não tens cabeça se quer para coisas banais , quanto mais para um namorado. O meu maior erro foi ter-te deixado com a tua mãe. Vai-te tornar numa coisa que eu até vou ter medo de ver.
Não lhe respondi, fui ter com o Pedro á sala. Peguei na mão dele, e dirigi-me á saída. Se não aceitava o facto de eu ter crescido, e de eu gostar do Pedro, então também não fazia sentido dirigir-me mais a palavra !

Inventado, continua :)

2 comentários:

  1. tens toda a razão, e acredito q isso vai acontecer! :)
    está linda esta parte, linda mesmo!

    ResponderEliminar