18 de maio de 2011

Amor descontrolado [Parte 7]


***


M- Minto ? Porque é que dizes isso ?
P- Mentes. Eu vejo nos teus olhos que não é isso que tu sentes. Se fosse, não tinhas vindo agora ter comigo. Tinhas ignorado o facto de não termos falado estes dias, mas não, estás magoada com isso. Mas sabes, interpretaste mal a minha atitude. Só não te queria pressionar.
Dito isto, levantou-se e beijou-me. Beijou-me como nunca antes tinham feito, até parecia mentira. Foi-me levar á porta de casa, e disse:
P- Deixa de ter pensamentos maldosos. Eu não quero brincar com o teu coração.
M- Então não me voltes a deixar na incerteza, nem me deixes a pensar que servi de brinquedo. Nunca mais, está bem?
Sorriu e deu-me um beijo na testa. Vi que a minha mãe estava na janela, mas não me importei. Por mim, mostrava-o ao mundo inteiro. Entrei e a minha mãe começou logo:
Mãe- Olha a menina da casa já tem namorado.
M- Mãe deixa-me, pode ser ?
Mãe- Filha eu só quero saber como aconteceu. Agora nunca me contas nada.
Puxei pela mão dela, e levei-a para o sofá, contei-lhe tudo, até da Leonor. Ela ficou chocada. Deu os tais conselhos de mãe, mas eu sei que no fundo ficou feliz por mim. Recebo uma mensagem. " Princesinha, sabes uma coisa ? Gosto muito de ti, gosto muito de seres uma menina mimada, gosto muito de ter que te mimar de minuto a minuto, e gosto muito que gostes de mim. Quando quiseres vai á net, para irmos para a web. Beijo daqueles que só tu conheces :)"

Inventado, continua :)

5 comentários:

  1. Quem não gosta de uma história assim? É fantástico. :')

    ResponderEliminar
  2. ó amor, não precisas. eu estou a adorar realmente, tens jeito para isto. :)
    às vezes é dificil, mas mudei o meu pensamento ao longo destes tempos. vou lutar sp pelo que quero, sp!

    ResponderEliminar