14 de janeiro de 2011

2 # Carta para a tua paixão


Sei que queres apagar tudo, assim como eu quero. Desde o dia em que resolveste aparecer na minha vida, até ao dia que resolveste desaparecer dela, como se as coisas fossem assim tão fáceis. Nem tudo é como queremos. Pois nós quisemos que tudo desse certo, e não deu. Nós quisemos discutir menos, e não discutimos menos por querermos. Quanto mais queremos, mais tempo elas levam a concretizar. Agora eu quero que voltes a aparecer, mas o tempo teima em não te mostrar. Penso que o nosso tempo já tenha passado, já não pertencemos mais um ao outro, e já de há muito tempo que não é assim. Mas já levo isso, como estado normal. Mas ainda assim, foste e és a minha grande paixão. Foste aquele, que eu senti mais amor. Mesmo sem saber de ti, diariamente. Sem saber, como te corre a vida amorosa, e profissional, continuo a ter aquele carinho especial que tinha por ti. Continuo a olhar para as tuas fotografias com a mesma ternura que olhava para ti. Tu tens a tua vida refeita, e eu a minha. Não precisamos que o tempo volte atrás, tudo o que tínhamos para viver juntos, vivemos na altura. Agora és tu, e eu,e o nós que nunca mais volte. Um dia esta paixão, não vai ter mais por onde arder.

2 comentários: